Dior

Na faculdade tivemos de fazer um trabalho sobre a campanha de marketing de uma marca. Escolhemos Dior. 

Quando falamos do ADN duma marca falamos da sua identidade, dos seus elementos
diferenciadores de todas as características que a torna única.

Optou-se pela marca Dior, não por ser algo seguro e tradicional, mas sim por acharmos
interessante a maneira como esta marca se conseguiu manter no topo durante tanto tempo. Quis-se entender as estratégias que esta marca utilizou e utiliza, e como é que conseguiram sair do fosso onde se encontravam em 1889, altura onde a marca esteve preste a declarar falência.

As fotos mais “emblemáticas”.

ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

Prostitution?

A nova campanha da Louis Vuitton já deu que falar. O seu novo vídeo deambula entre o lado negro das ruas e a alta costura. Sinceramente, ainda nao consegui perceber em que ponto da situação me encontro; se gosto ou senão. Há algo que me fascina, como também há algo que me repele nesta campanha. De momento sou a Suiça em relação a este assunto.

The new campaign for Louis Vuitton already gave that talk. The new video wanders between the dark side of the street and haute-couture. Honestly, I can’t describe my feelings towards this ad campaign. There is something that fascinates me, as there is also something that repels me in it. All i can say is that i feel like Switzerland regarding this matter.